A educação e contra tendências à crise orgânica do capital

Autores

  • Aluisio Pampolha Bevilaqua

Palavras-chave:

Educação, Crise, Teoria do Capital Humano, Teoria do Colapso

Resumo

O artigo analisa as teorias sobre o capital humano e a teoria marxista sobre a crise, estabelecendo quadro comparativo entre ambas, partindo do pressuposto que a atual crise do sistema capitalista é uma crise distinta das que se manifestaram até agora por seu caráter estrutural, orgânico e de transição para outro modo de produção. Procura entender crise da organicidade do capital e estabelecer pistas para sua superação.

. . . .

Referências

BEVILAQUA, Aluisio Pampolha. A Crise do Capital em Marx e suas Implicações nos Paradigmas da Educação. Rio: Inverta; Fortaleza: Edições UFC, 2011.

FEDERAL Reserve Bank of New York. https://www.newyorkfed.org/microeconomics/hhdc.html FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a Crise do Capitalismo Real. São Paulo: Cortez, 2010.

GROSSMANN, Henryk. Ley de la acumulación y del derrumbe del sistema capitalista: una teoría de la crisis. 3ª ed., México, D.F.; Madrid, España: Siglo XXI Editores, 2004. (Biblioteca del pensamiento socialista).

MARX. K. Elementos Fundamentales Para la Crítica de la Economía Política (Grundrisse): borrador 1857-1858. México, D.F.; Buenos Aires, Argentina; Madrid, España: Siglo XXI editores, 2009. 3 Vols.

SCHULTZ, heodore W. O Capital Humano. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.

________. O Valor Econômico da Educação. 2ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1967.

Filmograia

Ivory Tower / Torre de Marim. Dir. Andrew ROSSI. CNN Films. EUA, 2014, 90 min.

Downloads

Publicado

26-07-2021

Edição

Seção

Anteriores